Blog

Lula esperou o STF ficar de férias para pedir a suspeição de Moro

Com o Supremo de férias, quem comanda a casa é Ricardo Lewandowski

No último dia 5, os advogados de Lula pediram ao próprio Sérgio Moro que se julgue suspeito para julgá-lo. Coincidência ou não, dois dias depois, atendendo a pedidos dos mesmos advogados, Ricardo Lewandowski, em nome do STF, pediu ao juiz curitibano que se explique a respeito dos grampos que flagraram o ex-presidente no início do ano.

Por que Lewandowski e não Teori Zavascki, que arbitra a Lava Jato? Porque, coincidência ou não, o STF entrou em recesso no dia 4, um dia antes do pedido de Lula a Moro. E, no recesso, quem fica de plantão é o presidente na casa, coincidência ou não, o primeiro nomeado pelo petista à Suprema Corte após o Mensalão ser denunciado.

Lewandowski deu 48 horas para Moro se pronunciar. É, no mínimo, um prazo antipático. Ou de quem tem pressa – as férias do STF acabam dia 29 de julho.

Notícias Recentes

To Top