Blog

Lula pede que PCdoB “resista” aos fatos e não entregue comando do Esporte

A despeito das denúncias que se avolumam no Ministério do Esporte, o ex-presidente da República e norte ético do PT, Luis Inácio Lula da Silva, decidiu prestar solidariedade aos camaradas do PCdoB. Momentos antes da abertura da 17ª Conferência Estadual do partido no Rio, Lula ligou para o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e aconselhou aos comunistas que “resistissem” à série de acusações tornadas públicas nas últimas semanas.

Abaixo o relato de Marcelo Remígio para O Globo:

RIO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta sexta-feira a Orlando Silva e ao PCdoB para que resistissem às pressões e não entregassem o Ministério do Esporte. No fim do dia, Lula, que trabalhou ativamente nos bastidores pela permanência de Orlando no governo , ligou para o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e reafirmou que o momento era de resistência. Após a conversa por telefone com Lula no início da noite, Rabelo abriu a 17ª Conferência Estadual do partido no Rio e destacou que o crescimento da pasta comandada por seu partido despertou a cobiça de vários setores.

O evento se transformou em um ato de desagravo a Orlando Silva e reuniu parlamentares do PCdoB, inclusive de outros estados, e lideranças fluminenses de outros partidos da base de apoio do governo da presidente Dilma Rousseff, entre eles o PT, o PMDB e o PSB. Nas faixas espalhadas pelo auditório onde ocorreu a reunião, em um hotel no Centro do Rio, foram escritas frases de apoio ao ministro e ao partido e ataques à mídia.

– Acabei de receber uma ligação telefônica do nosso ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se solidarizando com nosso partido e com o nosso ministro Orlando Silva. Ele disse: “Vocês têm que resistir, o ministro tem que resistir”. E devemos. A história de nosso partido é a resistência. Nós temos que ter confiança na presidente Dilma Rousseff. Hoje nós temos uma relação de respeito mútuo com ela – afirmou Rabelo para uma plateia de cerca de 500 pessoas, entre filiados, militantes e representantes de 76 diretórios do PCdoB no estado do Rio.

Íntegra aqui.

Comentário:

Com o apelo, Lula conspira contra Dilma porque reforça a disposição de Orlando Silva resistir até a última denúncia. De acordo com relatos noticiados pela imprensa, Dilma até gostaria* de livrar-se de Orlando Silva, mas esperava, primeiro, que o próprio ministro tomasse a iniciativa e renunciasse ao cargo.

O apoio de Lula aos “comunistas do Brasil” faz todo sentido, uma vez que foi o próprio ex-presidente quem montou a estrutura que hoje beneficia o PCdoB. A demissão de Orlando Silva só evidenciaria a herança maldita deixada pelo ex-presidente à Dilma. E isso é tudo que Lula não quer.

A recusa de Orlando Silva em deixar a pasta, recusa incentivada por Lula, e as acusações que recaem contra seu antecessor no Esporte, o ex-comunista Agnelo Queiroz, hoje governador do Distrito Federal pelo PT, deram sobrevida ao ministro. Veremos até quando.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top