Blog

“Mais Médicos” não resolveu o problema da saúde, mas já enviou R$ 4,5 bilhões para Cuba

A ditadura cubana fica com a maior parte do salário de seus médicos. É o puro e simples trabalho escravo, explorado por um governo opressor.

A militância de esquerda diz ser contra o trabalho escravo. Quer dizer, nem sempre. Nesse caso, eles aplaudem.

Em pleno 2016, uma ditadura usa o trabalho escravo de seus profissionais para ganhar uma fortuna. Não se trata de uma suspeita, mas de fato: o governo ditatorial cubano CONFISCA a grande parte da grana que deveria ir para os médicos. Já falamos muito sobre o tema, vale conferir a lista de posts.

E a nova cifra quem levantou foi a FENAM (Federação Nacional dos Médicos): a ditadura de Cuba já levou R$ 4,5 bilhões explorando seus profissionais no Mais Médicos, que, por sinal, não resolveu em nada os problemas da saúde no país.

O governo de Michel Temer já teria manifestado a intenção de que o programa seja todo ocupado por brasileiros. Que isso de fato aconteça.

Mais Lidas

To Top