Blog

Mais um golpe na Lava Jato: projeto na Câmara promete pizza gigante a Cunha, Dilma e o PT

Foto: Mario Roberto Duran Ortiz

A intenção inicial era recuperar alguns valores desviados para fora do país. Mas, com os ajustes propostos pelo relator, basicamente legaliza-se a corrupção no Brasil.

Ele já era polêmico, pois permitiria a repatriação de ganhos sonegados e escondidos no exterior desde que recolhessem imposto de renda (17,5%) e pagassem multa (outros 17,5%). Mas a malandragem começou a mexer no projeto. Primeiro, passaram a considerar a cotação do dólar em 31 de dezembro de 2014, quando ainda valia R$ 2,65 em vez dos atuais R$ 3,90. Depois, reduziram a multa a um total de 30%. Mas não parou por aí.

Manoel Júnior, do PMDB paraibano, relatou o caso e acrescentou ainda mais ingredientes à pizza. Agora o projeto contempla recursos expatriados decorrentes de qualquer lavagem de dinheiro, caixa dois, descaminho, falsidade ideológica e até formação de quadrilha. E mais: garante anistia aos envolvidos desde que não tenham transitado em julgado (esgotado todos os recursos na justiça).

Desta forma, seriam salvas as caras de Eduardo Cunha, que possui contas não declaradas na Suíça, e de todos os envolvidos no Petrolão, com o Partido dos Trabalhadores incluso, que andaram se valendo do uso de doleiros para para esconder propina e repatriá-las em época de campanha. Configuraria, portanto, o maior golpe já dado na Lava Jato.

Foto: Mario Roberto Duran Ortiz

Foto: Mario Roberto Duran Ortiz

O mais grave: já há da parte do Planalto um sinal positivo para a aprovação da medida mesmo com as mudanças. Diz o Globo:

A manutenção do texto do relator não é um problema para a área política do governo. Mesmo com as mudanças, é preferível ver a matéria aprovada. Um auxiliar presidencial afirmou que o Palácio do Planalto não vai interferir na redução da alíquota em 5%, nem na ampliação dos crimes anistiados.

Quem se preocupa com a imagem do país é o corpo técnico do governo, que teme o Brasil sendo visto lá fora como uma republiqueta leniente com desvios facilmente ligados ao tráfico de drogas e comércio ilegal de armas.

A proposta deveria ter sido votada ontem, foi adiada para hoje, mas tudo ainda pode acontecer, inclusive nada. É pelo nada que torcemos.

Notícias Recentes

To Top