Blog

Mesmo após afastada, Dilma deve custar aos cofres públicos quase um milhão de reais ao ano

A farra com o seu dinheiro não acaba nunca

E nem se trata de aposentadoria, mas da Lei 7.474, de 1986. Por ela, cada ex-presidente tem o direito à contratação de quatro servidores com porte de arma e salários de R$ 8.554,70, “para segurança e apoio pessoal“, além de outros dois, que receberão R$ 11.235,00 e ficarão encarregados dos veículos oficiais, também custeados com verba pública. Só de salários, os valores ultrapassam os R$ 700 mil anuais, mas ainda há um cartão corporativo para o combustível, e a garantia de que qualquer problema médico de Dilma Rousseff será custeado pelo Governo Federal.

 

A regalia vale também para presidentes afastados por processo de impeachment. Há 10 anos, Fernando Collor de Mello venceu na Justiça e passou a receber os benefícios. Curiosamente, após passar 13 anos brigando contra uma ação popular impetrada por Waldomiro Fioravante, ex-deputado do, vejam só, Partido dos Trabalhadores.

To Top