Blog

Método estatístico americano prevê vitória de Aécio Neves no segundo turno

Método usado pelo estatístico Nate Silver, que acertou o resultado de todos os 50 estados americanos na última eleição de Barack Obama, já aponta vantagem de Aécio Neves em segundo turno de até 3,6 pontos percentuais antes da campanha eleitoral começar.

aecio-neves-favorito

Se houvesse como medir a desconfiança dos brasileiros com institutos de pesquisa eleitoral, talvez veríamos a maior rejeição e críticas a pesquisas que quase nunca acertam seus números, margem de erro inclusas. O maior problema é que precisaríamos de um instituto de pesquisa para isso.

Mas as pesquisas eleitorais muitas vezes apresentam resultados que mais parecem propaganda eleitoral do que análise. Aqueles erros que misteriosamente sempre “coincidem” com o que um partido quer que seja o desejo do povo. O famoso “desejo mimético” de René Girard: as pessoas passam a querer X porque muitos querem X. Sem nenhum outro motivo.

Seja como for, até mesmo o Datafolha, da cada vez mais petista Folha de S. Paulo, já apontou empate técnico entre Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) no segundo turno.

A notícia é, no mínimo, chocante: Aécio ainda é mal conhecido de muitos eleitores pelo interior do país, a campanha eleitoral de fato ainda nem começou, Dilma Rousseff tem a vantagem de aparecer na TV simplesmente o tempo todo e, como todos sabem, as estatais aparelhadas pelo PT fazem propaganda para o partido na TV, como tentar mostrar índices “desde 2002”, o ano em que o Brasil foi descoberto por Lula, Ele Próprio, o inventor do petróleo.

Enquanto o PT não podia fazer propaganda desabrida, o PT quase triplicou gastos de propaganda com a Petrobras, passando de R$ 15,5 milhões entre janeiro e abril para R$ 46 milhões em maio e junho, sem nenhuma  investigação, nenhuma impugnação eleitoral, nenhum processo por malversação do dinheiro do pagador de imposto. Tudo tratado como natural, mesmo para uma empresa que tem 49% de poder total sobre o petróleo brasileiro.

Se ainda assim Dilma Rousseff não decola, mesmo com currais eleitorais e a eterna “troca de favores” do PT com votos, trocando migalhinhas de “programas sociais” por obediência sempiterna do eleitorado, é porque seu governo está mesmo tão ruim que mesmo a população com menos instrução percebe que o PT não é a melhor opção para o Brasil.

Com isso, muitos analistas já fazem apostas desesperadoras para os petistas, urubus de currais eleitorais. Cientistas políticos como Fabio Ostermann, na InfoMoney, já apontam Aécio Neves como favorito para ganhar as eleições em 2014. Lembrando que análises envolvendo economia são as mais sérias e mais temidas pelo PT.

Numa análise ainda mais profunda, a consultoria Macrométrica dá vantagem para Aécio Neves por 2 a 3,6 pontos percentuais no segundo turno. Isso bem antes de a campanha eleitoral começar, e com a máquina de propagada estatal petista a todo vapor, ou até triplicado.

Há um sério complicador (para o PT) na notícia: o método usado foi do estatístico Nate Silver, editor-chefe do site “FiveThirtyEight”. Silver ficou famoso por ter acertado o resultado de todos os 50 Estados na eleição presidencial americana de 2012, quando Barack Obama se reelegeu, ao vencer Mitt Romney, como informa o Valor Econômico

Divulgou o site do PSDB:

Na pesquisa do Ibope, Dilma aparece com 38% das intenções de voto no 1º turno, Aécio, com 23%. No 2º turno, ainda segundo a pesquisa, a presidente teria 42% e o senador 36%, com 22% dos entrevistados não optando por nenhum dos dois.

“Esse último percentual de não comprometidos tende a cair ao longo do tempo, na medida em que uma parte for migrando para os dois candidatos”, diz a Macrométrica em reportagem publicada nesta terça-feira pelo jornal Valor Econômico.

Votos migrando Dos 17 pontos percentuais de eleitores que devem migrar para um dos candidatos na disputa de segundo turno, 23,5% – ou 4 pontos percentuais – vão para Dilma e 76,5% – ou 13 pontos percentuais – para Aécio.

“O resultado é a vitória de Aécio com 49,8% dos votos, contra 46,2% para Dilma e 4% de VNC (votantes não comprometidos). Como os VNC nunca são considerados na apuração do resultado final, a vitória de Aécio seria com 51,8% contra 48,2% de Dilma, ou seja, por diferença de 3,6 pontos percentuais.”, afirma o estudo.

Como se tudo isso não fosse o bastante, quase diariamente uma nova pesquisa estadual aponta vantagem em algum estado de Aécio Neves. De acordo com o Portal Vox, o último agora foi Goiás, onde o candidato tucano tem 31% das intenções de voto, ante 29,5% de Dilma Rousseff. No 2º turno, a vantagem é maior: 42,5% ante 33,9%.

Ventos de mudança.

To Top