Blog

Moradores de conjunto popular instalam portão de segurança, mas governo exige retirada

Um retrato da burocracia brasileira.

Imagem: Google Street View

Este episódio serve para retratar de forma inequívoca o absurdo da burocracia estatal brasileira, e do quanto nossas leis e regulamentos são atrasados e contrários ao interesse da população. Para além disso, também deixa claro que esse tipo de coisa afeta muito mais aqueles com menos condições financeiras.

É o que acontece agora em Porto Alegre.

A Secretaria Municipal de Obras e Viação (SMOV) de Porto Alegre exigiu a retirada de portões de segurança instalados pelos moradores de conjuntos residenciais populares (São Francisco, São Francisco de Assis e São Francisco de Paula). Sim, eles pagaram DOS PRÓPRIOS BOLSOS, mas agora terão de arrancar os portões.

Os conjuntos, quando foram entregues pela própria prefeitura, vieram apenas com cancelas, não protegendo os moradores dos riscos óbvios referentes à segurança pública. Desse modo, e como a rua envolvida na operação, José Barcelos Garcia, atende aos próprios condomínios (começa em um, termina no outro), os moradores instalaram portões – repita-se: pagando por isso.

Mas nada feito. O poder público, como é comum, agora exige a retirada.

Um absurdo.

Fonte: Diário Gaúcho

To Top