Blog

Na leitura da denúncia contra Michel Temer, as cadeiras estavam vazias no plenário da Câmara

Poucos estavam presentes.

Foto: Bernardo Caram / G1

Falamos há pouco sobre quão difícil (talvez impossível) seria Michel Temer cair por força do Congresso Nacional, já aprovou na CCJ do Senado a Reforma Trabalhista. E agora, na Câmara, mais uma mostra disso.

Vejam estes posts, de dois repórteres da Globonews, voltamos em seguida:

A denúncia só segue adiante se for aprovada por pelo menos 2/3 da Câmara. E o contingente mostrado nas fotos dá uma pista bem razoável de que isso estaria um tanto distante. Ou, repetindo, quase impossível.

To Top