Blog

Na verdade, a rejeição a Haddad está em 70%, com a de Marta em 54%, tornado-os inelegíveis

Sim, são os números do mesmo Ibope, mas a imprensa fez vista grossa para os detalhes

O noticiário deu que a rejeição a Fernando Haddad está em 52%, segundo a pesquisa do Ibope, com Marta em 35% e Luiza Erundina em 25%, fazendo com que o trio de (ex-)petistas seja o mais rejeitado na disputa pela prefeitura de São Paulo. Mas esse é o resultado de uma primeira pergunta genérica feita pelo instituto e que estimula a escolha de três nomes. Vejam como a questão foi formulada:

P.05) Dentre estes candidatos a Prefeito de São Paulo, em qual o(a) sr(a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?

No momento seguinte, a pesquisa do Ibope pede para que o entrevistado avalie candidato a candidato. Nesse ponto do formulário, uma das opções é bem clara ao dizer: “Não votaria nele de jeito nenhum
para Prefeito São Paulo“. Nessa leitura, todas as rejeições sobem bastante. Mas os (ex-)petistas, por terem a antipatia de pelo menos metade do eleitorado, ficariam impedidos de se darem bem num segundo turno.

No gráfico abaixo, estão destacados em vermelhos os candidatos que, com mais de 50% de rejeição, não teriam condições de vencer um segundo turno, a não ser num confronto direto. Em amarelo, aqueles que superam o limite na margem de erro de 3%. Por essa leitura, não haveria condições de Fernando Haddad, Marta Suplicy, Levy Fidélix e Luiza Erundina saírem vitoriosos.

Sim, a campanha está apenas começando. Mas ela não demorará muito.

Mais Lidas

To Top