Blog

Não é piada: pichador contrário à proibição do “picho” trabalha como pintor de fachadas

E mais: diz que não gostaria de ter a casa pichada.

Quando dizem que o Brasil não é para principiantes, a coisa é mesmo séria. Por aqui, as coisas são sempre um tanto mais complexas, há sempre mais camadas, tudo vai além da mera aparência. Nossa realidade é tão fantástica que a ficção quase sempre é superada.

E esse é um caso assim. Em uma reportagem sobre pichadores que estariam revoltados com João Dória, há um entrevistado em situação no mínimo curiosa, mas não deram o devido destaque.

Ele escreveu uma frase na fachada de um prédio alto, e disse que fez isso porque sabe usar as cordas para tal façanha. Por que sabe? Ele explica: por conta da profissão. E qual a profissão? Ele informa: restaurador de fachadas.

Isso mesmo. Trocando em miúdos, ele é o profissional que limpa as pichações. E, vejam só, é contra a proibição dos “pichos”. Na mesma reportagem, ele informa ser contra picharem o muro de sua casa. Seguem os trechos:

“Autor da pichação no terminal Bandeira (…) admitindo que não gostaria de ter a casa pichada, “mas teria que aceitar” (…) Para pintar a parede do prédio, pendurou-se no alto do edifício com uma corda, técnica que aprendeu com a identidade que assume de dia – ele é pintor predial” (grifamos)

O Brasil é o máximo.

Mais Lidas

To Top