Blog

Não há razão para otimismo: a crise vai até 2018

A realidade é dura, infelizmente.

O papel do governo, no geral mais por marketing do que sinceridade honesta, é sempre demonstrar expectativas otimistas. Faz parte. Mas a verdade quase sempre é outra. Enquanto dizem que tudo melhorará o quanto antes (mesmo salientando que seria pelo menos no segundo semestre), o quadro verídico nacional mostra dado diverso.

Segundo especialistas, o cenário continuará turbulento, especialmente o político. Alguns estudiosos puxam a brasa para a sardinha partidária X, outros para a Y, mas a verdade é que as coisas não ficarão razoáveis no curto prazo.

O que ocorre: Dilma Rousseff não tem uma maioria folgada em qualquer das casas legislativas e soma-se a isso uma popularidade no chão. Desse modo, e com prisões e inquéritos a rodo, o caos político garante também uma sobrevida longa à crise econômica (afinal, não há a mínima chance de votar medidas profundas no Congresso).

Enfim, eles confirmam o que já falamos aqui tem um tempo: o governo Dilma se transformou numa gestão zumbi. Ainda cambaleia, mas já saiu do mundo dos vivos.

Dilma Rousseff - Edson Fachin

Segurem-se até 2018, portanto.

Mais Lidas

To Top