Blog

Não podemos deixar que professores mintam e digam aos seus filhos que Dilma sofreu um golpe

Até documentários estão sendo filmados em Brasília com o propósito de propagar a mentira do golpe

A esquerda não tem mais a Presidência da República no Brasil. Nem o comando do Congresso. Mas ainda possui bastante coisa: soldados agindo no judiciário, o discurso endossado pela imprensa, o movimento estudantil, o sindicalismo, a classe artística e, o mais perigoso: professores. São eles que contarão às futuras gerações o que se passa no Brasil do início do século. E é basicamente essa a última esperança do petismo.

Por que Dilma Rousseff preparou um carta aberta que alega ter sido feita para a história? Porque ela sabe que ainda pode contar boa parte dos professores do país. E que eles estão dispostos a repetir em sala de aula as mentiras que a petista ainda faz ecoar por Brasília. Pior: estão dispostos a registrá-las em livros. Ou mesmo em vídeos, como se observa no assédio a Janaina Paschoal, autora do pedido de impeachment:

Enquanto o Brasil aguarda o afastamento em definitivo da gestora que jogou fora uma década da economia brasileira, cineastas registram na Câmara dos Deputados imagens para um documentário, seguindo o exemplo venezuelano, com o objetivo de denunciar um golpe que não existe. Já imaginou essa propaganda política enganosa sendo exibida nas salas de aula para os seus filhos? Pois é…

Por isso que projetos como o Escola Sem Partido são tão importantes. Não se trata apenas de problemas do presente. É o futuro do país que está em risco.

Notícias Recentes

To Top