Blog

Negociados por Dilma para conter impeachment, cargos de 2º escalão cuidam de R$ 38 bilhões em verbas

Taí um varejão que não tem crise.

Dilma Rousseff - Foto Buda Mendes Getty

Quando se fala em “segundo escalão”, é preciso levar em consideração que não se trata de algo ruim. Pode não haver o prestígio de quem lidera um ministério, mas ainda assim há muito em jogo. Muito dinheiro, no caso.

Segundo levantamento da Época Negócios, as mudanças realizadas por Dilma Rousseff no chamado segundo escalão, para tentar conter o impeachment, envolveram cargos que cuidam ao todo de R$ 38 bilhões em recursos do Orçamento deste ano.

Com isso, o governo espera que os parlamentares votem contra o impeachment ou ao menos faltem ou se abstenham no dia da votação. A revista Isto É, nesta semana, tratou a negociata como o MENSALÃO DA DILMA.

O que se espera é que a fiscalização sobre os parlamentares, por parte do povo, seja ainda mais intensa.

Não podemos dar folga nem trégua.

Mais Lidas

To Top