Blog

Nova fase da Lava Jato apurará desvios em contratos de publicidade

Assim como no Mensalão, há indícios de que no Petrolão os contratos de publicidade foram usados para pagamento de propina

Sacodedinheiro2

As investigações da Lava Jato vão abrir uma nova frente. Leiam o trecho da reportagem de Veja.com:

Os procuradores da República acreditam que produtoras possam ser a peça-chave para desmontar a engrenagem de um sistêmico modelo de desvios em contratos milionários de propaganda do governo federal, via pagamentos de comissão para firmas de fachada ligadas a políticos, entre eles o ex-deputado federal do PT André Vargas. Para isso, querem a colaboração espontânea das empresas, com a entrega de provas de pagamentos e nomes envolvidos, para possível negociação de redução de pena quanto as implicações criminais e cíveis dessas produtoras.

Pelo menos cinco produtoras são investigadas no esquema descoberto pela Lava Jato que levou o ex-deputado petista André Vargas (sem partido-PR), seu irmão Leon Vargas e o publicitário Ricardo Hoffmann, da agência Borghi Lowe, para a cadeia na sexta-feira. Eles foram alvos da 11ª fase das apurações, batizada “A Origem”. A Borghi Lowe mantém contrato bilionário com a Caixa e já recebeu 112,8 milhões da Saúde, conforme revelou o site de VEJA.

Produtoras, agências de publicidade, tudo isso nós já vimos no Mensalão. Cada vez mais fica evidente a continuidade entre os dois maiores escândalos da nossa redemocratização.

Notícias Recentes

To Top