Blog

Num ano, para cada morto por terrorismo no mundo, dois são mortos por assassinato no Brasil

Vivemos uma realidade inaceitável.

Paris, novembro de 2015 - Foto: Daniel Ochoa de Olza / AP

O Ipea acaba de divulgar o “Atlas da Violência” de 2017, cujos dados dizem respeito a 2015. Segundo o levantamento, houve quase 60 mil assassinatos no país naquele ano. Precisamente, 59.080 vítimas fatais.

Trata-se de um número inaceitável sob qualquer ponto de vista, mas tudo fica ainda mais assustador quando posto em perspectiva. Pois bem: no mesmo ano de 2015, morreram 28.328 pessoas (*), MENOS DA METADE do número de vítimas de assassinato só no Brasil.

Vivemos, portanto, uma guerra. Temos números de guerra e ambiente de guerra.

Porém, as “soluções” ideológicas impedem um efetivo combate ao crime. Por mais que todas as fórmulas já tenham sido tentadas e testadas, sem sucesso, a ideologização prossegue.

A um custo inadmissivelmente alto.

(*) – dados do Departamento de Estado dos EUA

Fonte: Agência Brasil

Notícias Recentes

To Top