Blog

O Brasil jamais esquecerá: o REDE, de Marina Silva, votou CONTRA o impeachment de Dilma

Assim como a candidata a presidente, o senador do REDE possui uma enorme passagem pelo PT

Menos de dois anos após reeleita, Dilma Rousseff não só está afastada do cargo, como virou ré. Ou seja… O Senado aceitou a denúncia apresentada pelo processo de impeachment e agora a petista será julgada pelos parlamentares. Um detalhe, no entanto, precisa ser destacado: o REDE, partido fundado por Marina Silva e que deve lança-la à Presidência em 2018, posicionou-se contra a decisão. Ou seja… Tentou, em vão, salvar Dilma.

No Senado, a bancada do partido é composta exclusivamente por Randolfe Rodrigues, que foi do PT por 14 anos, mudou-se para o PSOL pouco antes de o Mensalão dar as caras, e, com o advento do Petrolão, deixou a linha auxiliar petista para representar o REDE. E, como “marineiro”, votou contra o impeachment de Dilma Rousseff.

O movimento desempata o ocorrido na Câmara dos Deputados em abril. Na ocasião, dois deputados do REDE votaram a favor, enquanto outros dois votaram contra o impeachment. Agora fica clara posição do partido: por mais que se diga oposição ao PT, não é.

To Top