Blog

O fim da PM implicaria na demissão de 426 mil pessoas e redução de 64% das forças policiais

Isso tudo num país com 12 milhões de desempregados e quase 60 mil assassinatos por ano

A edição mais recente do Anuário Brasileiro de Segurança Pública data de outubro de 2015. Ou seja… Deve ser atualizado em mais algumas semanas. Mas não deve trazer qualquer sensível melhora nos números. No Brasil retratado há um ano, 58.497 seres humanos foram mortos violentamente no ano anterior, inclusos 398 policiais. O efetivo completo contava com 666.479 brasileiros, sendo 64% policiais militares, 18% policiais civis, 15% guardas municipais, 2% policiais federais e 1% policiais rodoviários.

Em outras palavras, os manifestantes que vão às ruas exigir o fim da PM querem a demissão de 424 mil brasileiros, além da redução das forças policiais em dois terços. Tudo isso num país com 12 milhões de desempregados e quase 60 mil assassinatos por ano.

Dá para se levar essa ideia a sério? Simplesmente não dá.

To Top