Blog

O impeachment no Senado já começa com Dilma levando uma surra de 15 a 5

A oposição conseguiu emplacar 3 vezes mais nomes que o governo na comissão que analisa o processo.

Com uma semana de atraso graças a catimba por parte dos governistas, o impeachment de Dilma Rousseff foi finalmente iniciado no Senado. Nessa segunda, definiu-se a comissão que preparará o parecer a ser apresentado em plenário. Neste primeiro momento, 21 senadores são destacados para a missão. Dentre os escolhidos, 15 já se posicionaram a favor do processo, contra apenas 5 que se dizem contrário.

A presidência da comissão coube ao senador Raimundo Lira, do PMDB paraibano. Nessa terça-feira deve ser definido o relator, e o mais cotado é o tucano Antonio Anastasia, de Mina Gerais.

Para que Dilma seja afastada, será necessário que a metade mais um dos presentes no dia da votação concorde com o recebimento do processo, desde que o quórum mínimo de 41 parlamentares seja atingido. Se a oposição conseguir 41 votos, já garante a vitória e pelo menos 6 meses de governo Temer. A boa notícia? De acordo com o mapa do Estadão, nada menos que 50 senadores declaram-se favoráveis ao recebimento.

Mais Lidas

To Top