Blog

O que importa da perícia do senado: Dilma atuou para liberar crédito suplementar e pedaladas são sim crime fiscal

A militância e a imprensa tentam passar o resultado da perícia como “vitória” da presidente afastada. Mas não é. Trata-se de uma confirmação da tese pró-impeachment.

Dilma Rousseff - Pedaladas - Pericia - Senado

Amigos, como sempre falamos aqui, a guerra política no Brasil é muitas vezes realizada no campo da comunicação. A chamada “infowar”, presente em todo o mundo.

Desse modo, é natural que QUALQUER fato seja distorcido a ponto de parecer favorável ao lado defendido por determinada militância; com ou sem a ajuda da imprensa, quanto ao viés da notícia.

Comentamos mais cedo sobre a perícia do Senado Federal, que ATESTA a interferência de Dilma em nada menos que TRÊS decretos suplementares (isso já encerraria qualquer discussão), além de analisar o mérito desse procedimento e concluir que se trata de crime fiscal.

Ponto.

Mas, claro, uma observação tecnicamente inócua passou a ser a “boia de salvação” da imprensa. Um dos decretos não pareceu ter interferência direta de Dilma (mas, sim, está comprovado que ela o assinou e que seu conteúdo fere a Lei de Responsabilidade Fiscal). Mas e daí? É uma guerra de informação, passa-se a coisa como se fosse outra.

Faz parte do jogo? Uns podem achar que sim, mas nós cremos que não. O jogo que vale é o da verdade.

A perícia, portanto, CONFIRMA tudo quanto alegado pelos requerimentos de impeachment. Fim de papo.

Notícias Recentes

To Top