Blog

O socialismo só precisou de 12 anos para destruir a Venezuela

Dessa vez, contudo, não foi por falta de alerta

“Socialismo do Século XXI” é um termo cunhado em 1996 por Heinz Dieterich, um sociólogo alemão, mas se tornaria slogan do bolivarianismo em 2005, quando Hugo Chávez o defenderia no Fórum Social Mundial. Para tanto, o presidente venezuelano precisou ignorar todos os trágicos experimentos que arruinaram um terço do mundo no século anterior.

O gráfico acima, publicado na Economist, desenha bem o estrago feito pelo socialismo na Venezuela. Em azul, o PIB do país; em vermelho, a inflação. Uma primeira queda brusca já se observa justo em 2005, mas era difícil reclamar de um Produto Interno Bruto que crescia na casa dos 10%. Contudo, nenhum alerta foi acionado, mesmo na recessão visível em 2009 e 2010, afinal, tudo era culpa da crise americana. Todavia, salvo essa anomalia, a curva parece bem desenhado. E, doze anos depois, o que era um crescimento acima dos 15% virou uma ruína de igual proporção, com o adendo da hiperinflação, próxima dos 800%.

Não foi por falta de aviso. Desde início, críticos apontavam o destino nebuloso que se avizinhava na Venezuela. Entusiastas, contudo, rechaçavam. E hoje calam-se. Vergonhosamente.

 

Fonte: The Economist

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top