Blog

O terrorista era islâmico, mas a esquerda protestou na Sé contra a igreja católica

Por que não fizeram o protesto em frente a uma mesquita?

Poucos atentados terroristas foram tão trágicos e transparentes quanto o ocorrido recentemente em Orlando. Adepto do islamismo, o terrorista chegou a ligar para as autoridades deixando claro que não só cometia aquela barbaridade por motivações religiosas, como todo aquele sangue era derramado em homenagem ao Estado Islâmico. O próprio ISIS agradeceu a homenagem e assumiu a culpa de toda a desgraça. Mas nada disso interessava à esquerda.

Porque a esquerda compartilha do mesmo inimigo: o ocidente. E não vê problema em deturpar a realidade desde que seu projeto político siga adiante. Para isso, em vez de protestar em frente a uma mesquita, e há algumas em São Paulo, o Levante Popular da Juventude estirou uma bandeira do movimento LGBT na escadaria da Sé, em flagrante provocação à Igreja Católica, que nada teve a ver com a atentado de Orlando.

A esquerda é ridícula por si só. Mas a brasileira quebra recordes.

To Top