Blog

O TSE já tem ao menos 79 provas da corrupção de Dilma Rousseff

Resta saber se Michel Temer também será atingido pela sujeira toda.

O engenheiro Zwi Skornicki disse em delação premiada que João Vaccari Neto, tesoureiro do PT durante a campanha passada, pediu 4,5 milhões de dólares para o caixa 2 da campanha de Dilma Rousseff, valores estes depositados em contas na Suíça. História semelhante foi contada por Marcelo Odebrecht, mas envolvendo Edinho Silva, tesoureiro da própria campanha. A notícia é grave ao ponto de, caso se safe no julgamento do impeachment, a presidente afastada correr sérios riscos de ter o mandato cassado. Para complicar ainda mais a vida da petista, o Tribunal Superior Eleitoral já recebeu as provas de toda a negociata.

E são muitas provas. De acordo com o Valor Econômico, foram enviados ao TSE um total de 79 arquivos. Tratam-se de planilhas e documentos bancários. Por eles, estariam provadas as transferências realizadas com o objetivo de quitar dívidas com João Santana, marketeiro de Dilma que se encontra preso pela Lava Jato.

Restará, no entanto, uma questão delicada: Michel Temer, vice na mesma chapa, deve ser também responsabilizado pelo processo? Há quem veja jurisprudência no STF para absolvê-lo. Fato é que tudo depende de uma boa condução político do presidente interino no exercício do cargo. Do contrário, cairá junto.

To Top