Blog

O vergonhoso oportunismo de Haddad com a moça ferida na manifestação

Sinceramente, alguma surpresa?

Falamos há pouco da tática da esquerda com protestos, que consiste em provocar ao máximo a interferência da polícia, a ponto de tornar-se obrigatório fazer alguma coisa, para em seguida colher alguns “louros” dos eventuais resultados, usando-os como ferramentas na guerra de comunicação.

Pois agora aparece o petista Fernando Haddad, prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, oferecendo ajuda – inclusive jurídica – à estudante que foi ferida numa das manifestações recentes. E saiu-se com essa:

“Hoje mesmo eu falei com o secretário da Segurança Pública pela manhã, estou muito preocupado com as ações repressivas, sobretudo para evitar novas vítimas de violência totalmente injustificável. Eu estou falando de estudante universitária da Federal do ABC, que estava se manifestando pacificamente. Eu falei com ele [Secretário de Segurança Pública], ele está tomando providências no que é da sua alçada” (grifos nossos)

Ele não se disse preocupado com o vandalismo, com as depredações, com a violência dos manifestantes. Nada. Está preocupado com a reação, como se coubesse às autoridades NÃO reagir diante da destruição de patrimônio e da ameaça à vida de todos.

A ideia é dar a entender que esteja ao lado da “vítima”, mas na verdade esse é o lado da antidemocracia. E isso já ficou bem claro para todos.

Notícias Recentes

To Top