Blog

Obama x Trump: para a esquerda, negar visto a um imigrante é pior do que bombardear seu país

A velha hipocrisia esquerdista.

Bombardeio no Iraque. Foto: Ahmed Jadallah / Reuters

O que é pior: barrar a entrada de uma pessoa proveniente de determinado país ou atirar milhares de bombas sobre esse mesmíssimo país? A resposta parece óbvia, mas é importante sempre levar em conta o fato de que a esquerda não luta por uma causa X, Y ou Z. A luta é sempre pelo esquerdismo, em primeiro lugar.

Assim, como todos constatamos recentemente, os esquerdistas se revoltaram muito mais com o veto a imigrantes do que com os bombardeios.

E não se fala aqui de pouca coisa. Vejam o total de bombas jogadas pelos EUA apenas em 2016:

Ao todo, são mais de 26 mil explosões. A cada dia, e todos os dias do ano, mais de 70 bombas explodiram em algum desses países.

E você não viu mobilização nas ruas contra a “xenofobia”, nem viu cerimônias de atores com discursos inflamatos anti-Obama. Nada vezes nada. Nenhum “analista internacional” mostrou-se indignado, anunciando tempos terríveis.

Porém, com a medida de Trump vetando a entrada de pessoas de alguns países nos EUA, a gritaria foi extrema, total, alucinada e alucinante. Uma gritaria, como sempre, falsa, hipócrita e com fins estritamente ideológicos e partidários.

Pelas reações, os esquerdistas acham mais revoltante negar entrada a um iemenita nos EUA do que bombardear o Iêmen.

Fica mais do que comprovado que, assim como sua prima-irmã miséria, a esquerda é também a mesma em qualquer canto.

Notícias Recentes

To Top