Blog

Operação Greenfield: desviar dinheiro dos aposentados é vergonhoso e nojento demais

O rombo nos Fundos de Pensão ultrapassa os R$ 110 bilhões e quem pagará por isso serão os trabalhadores.

A Polícia Federal deflagrou hoje a “Operação Greenfield”, que investiga desvios e afins praticados contra Fundos de Pensão. E esses fundos são nada menos que a grana dos aposentados. Em suma: tais desvios configuram um roubo do dinheiro daqueles que trabalharam toda uma vida, guardado para tentar garantir uma vida mais confortável durante a velhice.

Mesmo para os padrões de nossos corruptos, já suficientemente baixos, isso é um absurdo. Não que exista “boa corrupção”, mas até os bandidos costumam ter um certo limite. Não é o caso, como se vê, da pilantragem que assola o país.

Ainda não se sabe a parcela de culpa e responsabilidade de cada um, bem como não há nada ainda julgado, de modo que não se pode acusar nenhum dos – por ora – indiciados.

Mas a lista é grande. Entre eles, os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS (Friboi); Leo Pinheiro, dono da OAS (implicado também na Operação Lava Jato); João Vaccari Netto, ex-tesoureiro do PT (preso em Curitiba por conta também da Lava Jato); Walter Torre, dono da construtora WTorre; entre outros.

E não se trata de coisa pequena. Segundo a CPI dos Fundos de Pensão, o rombo no dinheiro dos aposentados foi de R$ 113,5 bilhões. Agora, os trabalhadores têm suas aposentadorias comprometidas e precisarão arcar com esse prejuízo.

Não dá para sentir nada além de nojo desse tipo de gente.

Mais Lidas

To Top