Blog

Os quatro maiores pesadelos de Lula na Operação Lava Jato

Sua situação fica complicada.

Foto: Eraldo Peres / AP

O líder petista atualmente enfrenta quatro pesadelos verdadeiramente monstruosos na Operação Lava Jato. Não é exagero, portanto, comparar aos Quatro Cavaleiros do Apocalipse, guardadas as óbvias proporções entre a narrativa de São João e a realidade lulista.

No início, os delatores faziam referência, mas não testemunhavam DIRETAMENTE sobre Lula. Agora, a coisa mudou, pois os “graúdos” passam a citá-lo nominal e pessoalmente.

Em vez de Peste, Guerra, Fome e Morte, são eles:

Odebrecht

São diversos delatores e dois deles com peso ainda mais forte: Emílio e Marcelo Odebrecht. Com as delações dos executivos da Odebrecht, as coisas começaram a ficar verdadeiramente feias para Lula.

Leo Pinheiro

O dono da OAS falou do triplex no Guarujá, disse que Lula pediu para que evidências fossem destruídas e citou até uma reforma no apartamento de São Bernardo. Em tempo: também explicou que “Brahma” era mesmo o petista.

Marqueteiros

Os depoimentos de João Santana e Monica Moura ainda não foram detalhadamente divulgados, mas o que se adiantou não foi coisa pouca. José Dirceu teria dito que tais depoimentos poderiam levar à prisão de Lula e também Dilma.

Palocci

Apontado como “operador” de Lula por Marcelo Odebrecht, o ex-ministro de Lula e de Dilma Rousseff já se reuniu para tratar de delação premiada e disse a Sergio Moro que, havendo interesse, vai apresentar “fatos com nomes, endereços, operações realizadas e coisas que vão ser certamente do interesse da Lava Jato”.

Enfim

Nenhum desses processos foi concluído e, evidentemente, o petista terá toda a chance de defender-se de maneira plena. De todo modo, esses quatro obstáculos não serão facilmente vencidos.

To Top