Blog

País perde 708 mil postos de trabalho num ano e o ministro diz: “não é um desastre”

Governo insiste na arrogância “lacradora”, na base do “chora, recalcadas!” – mas lacradas, mesmo, foram as 708 vagas de trabalho num único ano.

Dilma Rousseff e Manoel Dias, Ministro do Trabalho

Dilma Rousseff e Manoel Dias, Ministro do Trabalho

Parece piada, mas é infelizmente verdade. O Ministro do Trabalho, Manoel Dias, reagiu de forma deplorável após a divulgação do recorde de desempregos. Os números são aterradores: em um ano, 708 mil vagas foram fechadas no país. Considerando apenas os primeiros cinco meses de 2015, são 244 mil postos de trabalho a menos.

E o que diz o ministro de Dilma Rousseff? Confiram trecho da reportagem de Murilo Rodrigues e Alves Bernardo Caram, no Estadão:

“O fechamento recorde de 244 mil vagas no Brasil nos primeiros cinco meses deste ano, de acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), não é “um desastre”, na avaliação do ministro do Trabalho, Manoel Dias. Ele minimizou o fechamento desses postos de trabalho, recorrendo a comparações com o número de postos criados pelos governos do PT (2003-2014).” (grifos nossos)

O país despencando e o governo insiste nessa postura “chora, recalcadas!”. Mas a verdade é que “lacrar”, mesmo, apenas vagas de trabalho. 708 mil em um ano.

To Top