Blog

Palhaçada: presidente da Petrobras quer Palocci no Conselho Administrativo da estatal

Parece piada, mas é verdade. Leiam trecho de reportagem do portal exame, em seguida comentamos:

Gabrielli defende Palocci no conselho da Petrobras – Segundo o presidente da empresa, Antonio Palocci exerce cargo como pessoa física, não como membro do governo – Rio de Janeiro – O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse hoje que o ex-ministro da Casa Civil Antônio Palocci não tem por que deixar o assento no Conselho Administrativo da estatal, cargo para o qual foi eleito no final de abril. Segundo ele, os assentos no conselho são da pessoa física e não do cargo que elas ocupam no governo. “O ex-ministro Palocci foi eleito por um ano e deverá ficar este ano. Não cabe à Petrobras qualquer decisão sobre isso”, afirmou, destacando que a eleição dos membros do conselho acontece apenas uma vez por ano dentro da Assembleia Geral Ordinária (AGO). Gabrielli defendeu Palocci, dizendo que o ex-ministro é uma “pessoa de alta competência”. “A Procuradoria arquivou as denúncias e ele renunciou para não prejudicar o governo. Se ele decidir ficar ou não (no Conselho) é com ele”, disse. (grifos nossos)

Comentário
Lorota e petistice. A lorota: o ex-ministro NÃO ESTÁ NO CONSELHO DA PETROBRAS COMO “PESSOA FÍSICA”. Obviamente, ele não é entidade governamental nem pessoa jurídica, logo, a estatal não poderia contratar, p.ex., sua “consultoria”. Mas como diabos ele foi parar lá? Simples: MINISTROS-CHEFES DA CASA CIVIL SEMPRE TÊM ASSENTO NO CONSELHO DA PETROBRAS. Dilma e Erenice, p.ex., ocuparam essa vaga (que, evidentemente, é remunerada). Ao contrário de Gabrielli, o duplamente ex-ministro Palocci teve um pouco mais de vergonha na cara e pediu para sair.

Ah, a petistice: primeiro o partido, depois o interesse público.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Mais Lidas

To Top