Blog

Para PF, marqueteiro preso é sim próximo de Dilma e tem influência sobre Lula

A tática do governo e do PT é buscar o máximo de afastamento possível, mas não será tão fácil.

Quando saiu a notícia de que João Santana teve prisão decretada, governo Dilma Rousseff e PT adotaram estratégia de afastamento. Mais um pouco e talvez nem mesmo fossem conhecidos do marqueteiro responsável por uma campanha de Lula, duas de Dilma e algumas outras regionais (como Pimentel ao governo de MG e de Haddad à prefeitura de São Paulo).

O problema é que, segundo a Polícia Federal, as coisas não são bem assim. Haveria, de fato, proximidade entre o publicitário e a Presidente da República, bem como ele teria influência sobre Lula.

Isso foi constatado com a quebra do sigilo sobre mensagens de emails de Santana, por meio da Operação Acarajé. Nas mensagens, as evidências mostram que o marqueteiro era procurado quando interlocutores pretendiam falar com Dilma ou Lula – até mesmo ex-ministro escrevia para ele pedindo a atenção dos dois líderes petistas.

Dilma Rousseff - João Santana - Lula

Desse modo, complica um pouco a versão de que não haveria muito contato, seria um quase-desconhecido, o vínculo seria apenas para a tarefa estrita durante o período eleitoral etc.

 

To Top