Blog

Para se salvar, Dilma cogita não só renunciar, mas também concorrer ao governo do RJ ou RS

Estratégia foi explorada por Collor, mas não daria certo.

A estratégia está sendo testada na imprensa e coube a Cláudio Humberto, do Diário do Poder, trazê-la ao mundo. Por receio de repetir Collor e ser expulsa da vida pública por 8 anos, Dilma Rousseff estaria cogitando renunciar, o que interromperia o processo de impeachment. De quebra, inspirada em Brizola, tentaria voltar a ter regalias junto à Justiça disputando um governo estadual, que pode ser o do Rio Grande do Sul ou mesmo do Rio de Janeiro.

No primeiro, teria o apoio de um forte petismo ainda aplaudido pela classe artística. No segundo, o berço do brizolismo, poderia contar com a força do PDT, seu berço político.

Mas a presidente apenas estaria repisando os passos do próprio Fernando Collor, que renunciaria minutos antes da conclusão do julgamento no Senado. Em vão. Por mais que o STF o absolvesse, teria os direitos políticos cassados.

Se ocorrer o mesmo com Dilma Rousseff, ela só poderia voltar a concorrer a algo em 2026, quando teria 79 anos de idade.

Mais Lidas

To Top