Blog

Paulo Skaf e Roberto Requião: candidatos de Dilma

Com Padilha e Gleisi estagnados e queimados por alguns escândalos, os peemedebistas agora passam a ter prioridade para a candidata do PT. Audio exclusivo, no final do texto, confirma os fatos.

<3

<3

A movimentação recente em favor de candidaturas regionais do PMDB não é fruto do mero acaso. Trata-se de uma articulação para garantir palanques razoáveis a Dilma, já que alguns candidatos petistas não decolam, especialmente Padilha (SP) e Gleisi (PR).

Tal expediente é comum em centros acadêmicos universitários e sindicatos em geral: quando um grupo (chapa, partido) fica muito “queimado”, seus integrantes inventam outro nome para tentar fugir da rejeição. Guardadas as proporções, é isso que acontece agora.

Vejamos os casos já mencionados, de São Paulo e Paraná.

anjos existem

anjos existem

Antes de tudo, cabe lembrar a associação dos nomes dos dois candidatos, Padilha e Gleisi, a André Vargas (deputado até ontem petista, flagrado em conversas nada republicanas com o doleiro preso, Yousseff). Isso contribui para queimar ainda mais o PT nesses estados, forçando a adoção do “Plano B”.

Em São Paulo, sem essa nem aquela, Paulo Maluf e seu PP foram para a chapa de Paulo Skaf. Já havia até mesmo a famosa e exigida foto com Dr. Paulo, mas mesmo assim, de repente e aparentemente sem qualquer motivo, o procurado pela Interpol anuncia apoio ao candidato do PMDB.

O mesmo fez Kassab, outro aliado de Dilma no plano federal e aparentemente acertado com os tucanos de SP: “do nada”, surge como integrante da coligação do presidente da FIESP, a mesma chapa para a qual malufão desembarcara.

Turma boa, hein? Maluf, Kassab e Dilma! Pior que ainda tentarão dizer que o tal Skaf representa o “novo”. Esse pessoal não tem mesmo vergonha.

Mas sigamos.

bons drinques

bons drinques

No Paraná, fatos parecidos ocorreram bem recentemente. Roberto Requião, em convenção conturbada, surge como concorrente para a vaga de governador. Sim, pelo mesmo PMDB aliado de Dilma. Lembrando que a situação do PT paranaense no geral não está nada fácil, pois além de Gleisi e André Vargas, ainda há o caso de Gaievski, que era da Casa-Civil da Presidência e agora está preso por abuso sexual de menores.

É evidente que nada disso ocorre por acaso. A política, por si, não admite essas casualidades, tanto menos com tais figuras envolvidas. Desse modo, e diante dos demais fatos, não há como fugir do óbvio: Paulo Skaf e Roberto Requião SÃO CANDIDATOS DE DILMA. Ponto.

Mas, é claro, haverá quem considere tal análise mera especulação ou até mesmo exagerada. A esses, deixo o áudio a seguir:

Pois é, escapou. Não adianta negar agora.

Notícias Recentes

To Top