Blog

Polêmica reaberta: atleta transgênero de 15 anos compete com meninas e ganha com facilidade

Aberta a polêmica.

Foto: Mark Mirko / Hartford Courant

Andraya Yearwood é uma transgênero de 15 anos que ainda não iniciou tratamento hormonal, tendo portanto ainda um corpo de garoto. Mesmo assim, foi autorizada a competir com as meninas nas provas de 100m e 200m rasos, em competições escolares em Connecticut.

Resultado: venceu com facilidade (foto).

O episódio reacende o debate sobre até que ponto as equiparações de gênero são razoáveis. Neste caso, por exemplo, aparentemente as meninas não tiveram a menor chance. O corpo masculino, na média, é mais forte que o feminino e, não por acaso, competições físicas são realizadas de maneira separada em Jogos Olímpicos ou quaisquer outras competições.

E “reacender” porque, pouco tempo atrás, caso parecido foi muito comentado. Trata-se de Fallon Fox, que nasceu e cresceu num corpo masculino, mas anos depois assumiu identidade feminina e passou a lutar MMA contra mulheres. As primeiras vitórias geraram polêmica, mas o assunto quase que desapareceu após uma sucessão de derrotas.

Ao que tudo indica, tal circunstância passará a ser mais e mais frequente, o que leva aos questionamentos: deve haver algum critério objetivo para isso? Até que ponto, em competições nas quais o físico prepondera sobre o intelecto, é razoável esse tipo de medida?

Enfim, eis um quebra-cabeça que, se pautado exclusivamente pela ideologia, será eternamente insolúvel.

Fonte: Gazeta do Povo

Notícias Recentes

To Top