Blog

Valor do prejuízo com a corrupção (apenas) na Petrobras permitiria construir 1.160 presídios

Com capacidade somada para quase um milhão de detentos.

“Ah, não tem jeito, isso é assim mesmo” – é o que se ouve/lê quando o assunto é Segurança Pública, especialmente acerca do tópico da carceragem. Esse conformismo, no entanto, não é apenas apático, mas também equivocado.

Tem jeito, sim. E o jeito seria não roubar. Vamos aos fatos e números reais.

Segundo apurado pela PF, o prejuízo total da Petrobras com as mutretas foi de R$ 42 bilhões. Isso mesmo: QUARENTA E DOIS BILHÕES. Tomamos por base o custo de construção de um presídio em Piracicaba/SP, justamente tendo em vista a mão-de-obra acima da média nacional, e ele custou R$ 36,2 milhões e tem capacidade para 847 detentos.

O resto é matemática. Com a grana perdida na corrupção APENAS da Petrobras (vale frisar o “apenas), seria possível construir nada menos que 1.160 presídios, com capacidade somada para 982.520 detentos.

Para se ter uma ideia do que isso significa, vale dizer que a atual população carcerária brasileira não chega a 650 mil (já contadas as lotações). Desse modo, daria para levantar presídios suficientes para acabar com todas as lotações e ainda haveria uma boa folga financeira – para o custeio diário do sistema prisional, por exemplo.

E isso, repita-se, APENAS COM O PREJUÍZO CALCULADO NA PETROBRAS. Imagine em cada órgão de cada esfera de governo.

Portanto, não caiam na conversa de que “não tem jeito”. Tem sim. E, como praticamente tudo envolvendo governo, a solução passa por não roubar.

To Top