Blog

Presidente da ALESP reduz gratificações da própria equipe e economiza R$ 528 mil na gestão

Que sirva de exemplo.

Alguns dias atrás, fomos surpreendidos com a notícia de que Cauê Macris, novo Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, havia cancelado a compra de cadeiras de luxo, num total de 920, que custariam R$ 1,5 milhões. Mas, tudo bem, poderia ser um fato episódico.

E então veio mais uma: cancelou a locação de 18 máquinas de café, evitando a despesa total de R$ 110 mil em dois anos.

Desse modo, começamos a prestar mais atenção em suas medidas, e agora mais essa: baixou a remuneração da própria equipe. Sim, isso mesmo, você não leu errado.

Fomos conferir, e não foi uma redução meramente simbólica, mas sim cortes de grafiticações que, ao final de sua gestão como presidente da ALESP, resultam em economia de R$ 528 mil. Os atingidos foram seu Chefe de Gabinete, o procurador jurídico, o secretário-geral da Administração e o secretário parlamentar.

Sim, há muitos cargos. Sim, nossa estrutura estatal é absurdamente inflada. E é esse tipo de coisa que, caso praticada por TODOS que comandam setores administrativos, resultaria em benefícios imensos.

E, é claro, seguiremos acompanhando medidas desse tipo. É importantíssimo implicar, mas também fundamental não apenas reconhecer, como também difundir os acertos, especialmente para que todos, em qualquer lugar, também cobrem seus políticos, regional e nacionalmente.

Fonte: Estadao - Coluna do Estadao

Mais Lidas

To Top