Blog

Propina do Petrolão que a Lava Jato diz ter beneficiado Lula compraria hoje 529 Fiats Elba

E ainda sobraria um bom troco

Em 1992, Fernando Collor de Mello foi cassado, mesmo tendo renunciado antes da conclusão do impeachment. O presidente da República vinha sendo processado por seu envolvimento no esquema PC Farias. Como prova, a CPI encontrou um apartamento em Alagoas e um Fiat Elba, ambos comprados com verba que – assim entenderam os parlamentares – teria se originado do esquema.

Apesar de o apartamento certamente representar um valor maior, foi o Fiat Elba que entrou para o folclore nacional. Ao ponto de muito analista entender o veículo como a gota d’água para Collor desabar. O Implicante fez numa breve busca na web e encontrou um modelo 1992 semelhante ao adquirido pelo hoje senador. Apesar dos 183.704 km rodados, parece bem novo nas fotos. Encontra-se em São Caetano, ou seja, no mesmo ABC Paulista onde Lula começou sua carreira política. O preço? Apenas R$ 6.990,00.

Recentemente, o Ministério Público Federal, por intermédio da operação Lava Jato, acusou Lula de ser o “comandante máximo ” do Petrolão, o esquema que praticamente faliu a Petrobras. E apontou que R$ 3,7 milhões foram desviados em benefício de Lula. Com esta quantia, dá para comprar 529 Fiats Elba como o descrito no parágrafo anterior, e ainda sobra R$ 2.290,00 para encher alguns tanques.

Mas, infelizmente, o Implicante só encontrou um. Boa sorte a quem se interessar pelo veículo.

To Top