Blog

Protesto pacífico?! O carro de uma vizinha de Temer foi incendiado apavorando os moradores

A vizinhança alega que uma bomba foi atirada contra o veículo

O desabafo foi publicado no Facebook, mas o Implicante o reproduz abaixo sem links para evitar represálias contra as vítimas. Nele, uma moradora reclama do que alega ser uma bomba atirada contra um veículo que uma vizinha de Michel Temer acabara de estacionar. Indo mais longe, diz que a placa do carro que a atirou era “fria”. A imprensa fala “simplesmente” em incêndio. Mas confirma que o endereço fica próximo à residência do presidente da República em São Paulo, que se deu durante o ato contra o impeachment de Dilma Rousseff, e que a região vem sendo usada pelos petistas para protestos.

É importante dar o devido destaque ao acontecido porque, a exemplo do ocorrido em 2013, a imprensa já volta a passar a mão na cabeça dos black blocs e de suas táticas terroristas. Se, contra o PT, minguados cartazes transformavam qualquer grupo em defensores da ditadura militar; agora qualquer covardia favor do petismo é tratada como “minoria de vândalos” dentro de uma “manifestação pacífica”.

A imprensa brasileira precisa deixar o cinismo de lado e começar a aceitar que o petismo está acabando por justa causa.

Abaixo, o desabafo publicado nas redes sociais:

Nós do Alto de Pinheiros temos sido penalizados desde o dia 21 de Abril pelo simples fato de morarmos perto da casa do Michel Temer. Hoje uma bomba explodiu aqui e destruiu um carro. A moradora tinha acabado de entrar em casa. O carro preto que jogou a bomba tinha placa fria. Para mim isso não é manifestação, é vandalismo e bandidagem. Michel Temer nem mora mais aqui desde julho. É cidadão contra cidadão. Onde isso vai parar?”

To Top