Blog

Que dia! Para ajudar, Dilma ainda caiu no trote de um imitador do Lula

Será que ele também falou “oi, querida”?

Dilma Rousseff - trote

Imaginem a situação: o Senado Federal decidindo o seguimento do impeachment, tudo indicando que a aceitação será consumada, os nervos à flor da pele e… toca o telefone. Opa, é o Lula! Os assessores – que não são poucos – passam o telefonema e você atende, lá do seu Palácio, no meio desse furacão.

Mas é um imitador.

Considerando o notório “bom humor” de Dilma Rousseff, é possível que – no mínimo – o aparelho de telefone tenha realizado um encontro abruto com a parede mais próxima.

Só não adiantaria muito demitir o assessor que passou a ligação, já que ele seria demitido de todo jeito.

Mais Lidas

To Top