Blog

Retrato da decadência: Requião oferece jantar com Lula a senadores, mas só seis aparecem

Para dar uma ideia do desprestígio do petista: somente seu partido possui dez cadeiras no senado, mas nem isso ele atraiu à tal boca livre.

Lula - Roberto Requião - Jantar

Como já tratamos aqui tem um tempo, Lula deixou de ser um símbolo da articulação para tornar-se um grande problema. É inequívoco que o maior e mais fatal erro de Dilma Rousseff foi nomeá-lo ao ministério; dali em diante, a descida da ladeira ganhou velocidade e não teve mais como ser contida.

Desde então, mesmo sem cargo, o ex-presidente passou a despachar de um hotel, em busca de evitar o impeachment de sua sucessora. Não seria preciso angariar tantos votos assim, bastariam poucos, mas nem isso ele conseguiu. Chegou-se ao ponto de determinado parlamentar reunir-se com Lula e, mesmo assim, votar contra Dilma (sim, foi o Tiririca).

Agora, o retrato completo de sua decadência: Roberto Requião (PMDB/PR) organizou um jantar de apoio ao petista junto aos colegas do Senado. Mas só seis apareceram. Vale lembrar que só o PT possui dez cadeiras na casa, e nem todos eles foram. Some-se os da REDE, PDT e PC do B, além do próprio Requião e ainda outros aliados, nota-se o fiasco supremo do convescote pró-Lula.

Os tempos são mesmo outros. Atualmente, quase a metade da população rejeita Lula.

Mas, também como sempre salientamos, não é prudente decretar sua “morte política”. Ele já se recuperou de outros desgastes. Ainda assim, o momento atual é bem patético, e deixa clara sua decadência.

Resta saber se ele terá condições de recuperar o prestígio. Porque está difícil e o povo parece ter ficado bem esperto quanto a isso.

Mais Lidas

To Top