Blog

Sabem quem não pode reclamar da soltura do goleiro Bruno? Isso mesmo, a esquerda!

Eles têm posições opostas sobre um mesmo tema ao mesmo tempo. Porque não permitem que detalhes como “fatos” atrapalhem suas narrativas.

Foto: Washington Alves / Light Press

Esquerdista não é como o resto do mundo, que se embaraça quando fatos desmentem narrativas, e nem permite que detalhes como a realidade impeçam seus discursos. Desse modo, é comum que defendam A e B (sendo ambos opostos necessários) e sigam a vida como se nada tivesse acontecido.

É o que houve (e há) no caso do sistema penal.

De um lado, o esquerdismo defende que as penas não podem ser longas, bem como considera válidos e positivos todos os benefícios das execução penal – incluindo aí todos aqueles indultos simplesmente inexplicáveis; num deles, até a moça presa pela morte dos pais saiu… no dia dos pais.

E de outro, sem nem corar, eles saem pelas redes reclamando da soltura do goleiro Bruno.

Pois é, não faz sentido. Se a esquerda acha mesmo um absurdo essa concessão de liberdade – e todos nós, os demais – achamos! -, que não barre os projetos que restringem as leis de execução penal. Porém, bem sabemos, não é o que fazem.

Ao contrário, lutam com unhas e dentes para que os presos consigam esse tipo de coisa. Daí, num caso de comoção nacional, fingem que não é com eles.

Mas é, sim. E não vamos esquecer.

No mais, aguardemos quando vier à baila alguma nova discussão sobre penas flexíveis e afins. Quem duvida qual será a posição da esquerda que agora finge indignação?

A esta altura, ninguém.

Notícias Recentes

To Top