Blog

Sarney e Renan concordam: delação da Odebrecht vai acabar de vez com Dilma Rousseff

Sabe aquele papo de que Dilma não tem contas no exterior? Pode estar com os dias contados.

Ambos os caciques peemedebistas foram registrados em grampos de Sérgio Machado, nome indicado por Renan Calheiros para a Transpetro. Diferentemente de Romero Jucá, no entanto, ambos saem do flagra com apenas alguns arranhões na reputação. Mas concordam em uma coisa: a delação da Odebrecht aniquilará o que ainda há de capital político em Dilma Rousseff.

Em dado momento, Sérgio Machado comenta em um dos áudios: “Mas, Renan, com as informações que você tem, que a Odebrecht vai tacar tiro no peito dela [Dilma], não tem mais jeito”. É quando o presidente do Senado responde: “Tem não, porque vai mostrar as contas”.

Com declaração um pouco mais confusa, José Sarney acrescenta uns pontos a mais no enredo. Dilma teria aprontado com a Odebrecht durante a campanha que a reelegeu: “Nesse caso, ao que eu sei, o único em que ela [Dilma] está envolvida diretamente é que falou com o pessoal da Odebrecht para dar para campanha do… E responsabilizar aquele [inaudível]”.

Quando afastada, Dilma Rousseff fez questão de ressaltar que não possui contas no exterior. Mas a Lava Jato busca entender o que Marcelo Odebrecht quis dizer quando registrou em suas anotações: “O risco da cta suíça chegar campanha dela“.

To Top