Blog

Sede do PT foi alvo de busca da PF, mas só os porteiros trabalhavam lá

A operação chegou cedo demais.

A sede nacional do PT, em São Paulo, foi alvo de buscas e apreensão da Operação Custo Brasil. Mas, chegando lá, a Polícia Federal não encontrou qualquer funcionário além dos porteiros, pois o expediente do proletariado petista só começa às 8h30.

A Operação Custo Brasil investiga um esquema sujo que partiu do Ministério do Planejamento ainda do governo Lula e teria movimentado valores na casa dos R$ 100 milhões. Paulo Bernardo, marido da senadora petista Gleisi Hoffmann, e também ministro de Dilma Rousseff, foi preso preventivamente.

Trata-se de uma investigação que, por força política, foi tirada das mãos de Sérgio Moro. De nada adiantou. Foram pegos mesmo assim.

Notícias Recentes

To Top