Blog

Sem mortadela, ato pró-Dilma reuniu apenas 200 manifestantes em Brasília

Mas a imprensa pateticamente chamou de “reduzido, mas combativo grupo de partidários”

O que é o PT sem o Estado por trás bancando-lhe farras com dinheiro do povo brasileiro? Algo ínfimo perto da quase unanimidade de meia década atrás. Um ato em defesa de Dilma Rousseff e contra o impeachment foi organizado em Brasília. O local era o mesmo Mané Garrincha, estádio usado na Copa e Olimpíada. Num domingo, para o trabalho não impedir que alguém faltasse. Tudo isso na véspera do depoimento da presidente afastada no julgamento que a afastará do cargo.

A boa vontade da imprensa – com o perdão da redundância – esquerdista fez questão de cobrir. Mas preferiu arredondar a quantidade de presentes em minguados 200 militantes.

Arredondar. Porque é possível se contar uma quantidade dessas de pessoas. Mas a AFP preferiu chamar de “um reduzido, mas combativo grupo de partidários”. Patético.

 

To Top