Blog

Sérgio Moro no STF antes de a Lava Jato concluir os trabalhos NÃO é uma boa ideia

É um risco que a Lava Jato não pode correr

Com a morte de Teori Zavascki, reascendeu-se nas redes sociais uma proposta até antiga: o presidente da República deveria indicar Sérgio Moro para o STF. A própria imprensa garante que o juiz federal tem interesse na cadeira. Mas, enquanto a Lava Jato não terminar seus trabalhos, essa não é uma ideia boa.

Para chegar ao STF, Moro precisaria ser sabatinado por pelo menos 13 investigados pela operação deflagrada em Curitiba. Por já ter atuado na primeira instância, ficaria impedido de se manifestar em dezenas – talvez centenas – que sejam arrastados até a última instância. Os maiores beneficiados talvez sejam logo Lula e Eduardo Cunha.

Uma vez lá, Moro liberaria os trabalhos em Curitiba para um sucessor. Quem? Eis um perigo. Mais do que isso, trocaria suas decisões monocráticas no Paraná por discussões colegiadas em turmas ou no plenário de Brasília. Em outras palavras, deixaria de ser o voto único para ser um de onze votos – as chances de sucesso seriam drasticamente reduzidas.

Com certeza, Moro cumpre os requisitos para o cargo e faria um bem enorme ao STF. Mas a um custo que a Lava Jato talvez não suporte. Por isso, o melhor para o momento é deixá-lo onde se encontra. E buscar alguém que possa levar um mínimo de decência a uma casa que protagonizou tantos momentos deprimentes na história recente.

Notícias Recentes

To Top