Blog

Só neste semestre, Dengue em São Paulo já mata 4 vezes mais que em 2013

O total de casos de dengue registrados na cidade desde o dia 1º de janeiro já chega a 8.508, dos quais 23,3% foram confirmados apenas na última semana.

1113137_haddad-diz-que-aumento-do-iptu-em-sp-sera-dividido-em-quatro-anos-500x300

Subiu para oito o número de mortes em decorrência da dengue na capital paulista em 2014. Foram cinco óbitos em abril – uma criança, um homem e três mulheres – e mais três confirmados recentemente – um homem e duas mulheres. Esse índice é muito superior ao registrado em 2013, quando ocorreram apenas duas mortes ao longo de todo o ano.

Os dados foram divulgados em novo balanço da Secretaria Municipal de Saúde. O total de casos de dengue registrados na cidade desde o dia 1º de janeiro chegou a 8.508, um aumento de 23,3% em comparação aos números da semana passada.

Recentemente, a prefeitura tentou jogar a culpa para o governo do estado, afirmando que, por causa da escassez de chuvas, as pessoas passaram a armazenar água em recipientes desprotegidos. A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nota repudiando a acusação.

“A secretaria municipal de saúde deveria compreender que não é do interesse público jogar sobre os cidadãos ou sobre outras esferas de governo uma responsabilidade que lhe é exclusiva”, diz a nota.

No início de 2013, a prefeitura reduziu as ações de vistoria e controle de insetos, causando um “boom” de pernilongos em bairros da zona oeste de São Paulo, como Vila Madalena, Pinheiros e Butantã. Funcionários afirmaram que as visitas diminuíram por falta de carros para transportá-los aos locais necessários, e denunciaram ainda que a máquina que realiza a nebulização de pernilongos estava quebrada.

Um ano depois, até a subprefeitura da Lapa vinha sendo vítima do avanço da doença. Reportagem do SPTV confirmou que os funcionários trabalhavam todos munidos de raquetes eletrônicas para se livrar dos mosquitos. Na ocasião, um caso já havia sido confirmado e dois outros estavam sob suspeita.

To Top