Blog

Sobre limites: codinome de Nestor Cerveró no Petrolão era “Lindinho”

22.05.2014 - A CPI da Petrobras no Senado ouve o depoimento do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró. Foto: Antonio Cruz/ABr - Agência Brasil

Confidência mostra que, assim como a corrupção, a zuera, ela não tem limites.

Quem entregou o apelido foi Eduardo Musa, ex-gerente da Petrobras. Conta o blog de Fausto Macedo que, nas planilhas com pagamentos de propina da Diretoria Internacional da estatal, o diretor era identificado como “Lindinho”. Musa foi vizinho de departamento de Nestor Cerveró somente após 2006, apesar de fazer parte dos quadros da empresa desde 1978.

Foto: Antonio Cruz/ABr - Agência Brasil

Leia também | Teori vence mais uma para Dilma: contas de Cunha não receberão sigilo

Ainda segundo o delator, sempre se ouviu falar de vantagens indevidas nas mais diversas áreas da Petrobras. Mas apenas quando se tornou gerente Internacional é que pode comprovar que não se tratavam de boatos.

Quanto a Cerveró, recebeu de Moro condenação de 12 anos, 3 meses e 10 dias de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Quanto ao apelido dele na prisão, ainda não se sabe se continua o mesmo.

Notícias Recentes

To Top