Blog

Vila Olímpica custou 5 vezes o valor previsto, prometendo “padrão mais alto da história”

As instalações, consideradas impróprias recentemente, foram construídas por consórcio da Odebrecht e Carvalho Hosken.

Vila Olimpica - Rio 2016 - Foto Andre Motta Heusiaction

Era para custar R$ 51 milhões, mas – até julho de 2015 – a obra já chegava a R$ 254,9 milhões. Um LEVE aumento, não é mesmo? Praticamente cinco vezes o valor original. Acontece, pequeno erro de cálculo. Equívoco corriqueiro.

Mas sigamos. A promessa, àquela altura, era a de entregar uma vila olímpica com o “padrão mais alto da história”. Sim, pois é, conhecemos esse filme. Quem não se lembra do “padrão FIFA” que atribuíam às coisas em 2014? Mais do mesmo…

E o que já era imperdoável agora também se tornar ridículo: pois esta é a mesmíssima Vila Olímpica considerada INABITÁVEL pela delegação da Australia, o que nos rendeu mais um vexame internacional.

Sim, é isso aí. Cinco vezes mais cara, com a promessa do “padrão mais alto da história” e, na prática, uma construção inabitável.

Um breve resumo do Brasil.

Leia mais: PF investiga esquema de desvio de R$ 22 milhões que deveriam ir aos atletas olímpicos

Mais Lidas

To Top