Editorial

Resposta aos governistas sobre a farsa da redução da conta de luz

A blogosfera governista não gostou que desmascaramos o anúncio feito por Dilma em rede nacional. Soltaram por aí textos nervosos e acusatórios, mas a verdade continua a mesma: o anúncio da “redução da conta de luz” foi um truque de marketing. Houve cobrança irregular, a maior durante oito anos e R$ 7 bilhões teriam que ser devolvidos de qualquer jeito.

Nas últimas 48 horas, uma informação veiculada pelo Implicante transformou-se em um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. A notícia, trazida pela leitora assídua e colaboradora Rejane do @BlogBymel, explicitou mais um embuste do governo federal. No último dia 6 de setembro, a presidente Dilma Rousseff apareceu em rede nacional de rádio e TV para anunciar pretensas conquistas do governo e informar sobre a redução nas tarifas de energia elétrica. No discurso presidencial, a redução foi apresentada como uma medida de estímulo à economia, e só seria possível por “acertos” do governo ocorridos nos últimos 10 anos.

O problema é que, no anúncio, Dilma NÃO falou que, durante 8 anos, o governo permitiu que as concessionárias de energia eletrica cobrassem um valor ACIMA do correto. A cobrança indevida ocorreu por erros de cálculos da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Como sintetizou o jornalista Augusto Nunes, “fomos presenteados pelo governo com parte do dinheiro que nos roubaram com a cumplicidade do governo”. É importante lembrar que Dilma foi ministra de Minas e Energia (a quem a ANEEL é subordinada) de janeiro de 2003 a junho de 2005, durante o governo Lula.

Pois bem, o vídeo publicado aqui no Implicante foi amplamente divulgado e, em poucas horas, representantes da blogosfera progressista acusaram a informação de “farsa”. Um dos posts mais virulentos traz coisas assim:

Um blog de ultradireita desses que beiram a criminalidade usou o tal comentário desse demente (Luiz Carlos Prates) correlato à questão energia elétrica a fim de produzir uma das farsas mais absurdas e burras que já se viu e que passo a relatar agora.
O tal blog acusa a presidente Dilma de mentir à população sobre a razão da medida que reduzirá as contas de luz. Diz que a redução anunciada se daria por conta de processo no Tribunal de Contas da União (TCU) que detectou erro de cálculo nos reajustes das tarifas de energia elétrica que, entre 2002 e 2009, surrupiou 7 bilhões de reais ao público.

Em primeiro lugar, “o tal blog ultradireitista que beira a criminalidade” não afirmou que Dilma (sic) reduzirá a conta de energia elétrica POR determinação do TCU. O que AFIRMAMOS foi que Dilma fez o povo de otário, trouxa, ao anunciar uma redução nas tarifas de energia como um benefício, mesmo sabendo que, por 8 ANOS, TODOS OS CONSUMIDORES PAGARAM UM VALOR A MAIS PELA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA.

Mas o mais interessante está por vir:

O processo no TCU é verdadeiro. Cogita-se, realmente, devolver ao distinto público o que pagou a mais na conta de luz. Todavia, é uma deslavada mentira que a redução de tarifas anunciada por Dilma tenha qualquer relação com esse caso.

Entenderam? Nem o blogueiro governista (e nem ninguém, diga-se) é capaz de desmentir o parecer do TCU. Em outras palavras, mesmo aqueles que ficaram indignados com o conteúdo de nosso vídeo negam que houve cobrança indevida ao longo dos 8 anos de governo Lula. A única alegação que conseguiram até agora foi a de que o desconto anunciado pela presidente não estaria relacionado ao parecer do TCU. O que ninguém explica é quando, como e SE virão novos descontos.

Anunciar uma redução na tarifa de energia, quando se tem a informação de que durante 8 anos todos os consumidores sofreram perdas por erro do próprio governo é, no mínimo, apostar na desinformação e tratar o povo como trouxa.

A menos que algum representante do governo venha a público anunciar a reposição de perdas ocasionadas pelo erro da ANEEL durante todo esse período, e se proponha a conceder um novo desconto além do que foi anunciado, Dilma jamais poderia apresentar a redução como um pacote de bondades do governo. Do jeito que está, isso é no máximo uma compensação de prejuízo, não um “presente” fruto da “competência” gerencial do governo.

O Implicante publicou algo óbvio: foram cobrados INDEVIDAMENTE R$ 7 bilhões nas contas de luz e, por conta disso, o valor seria devolvido em forma de “redução da conta”. Dilma, um mês depois desse relatório do TCU, apressou-se ao julgamento final e concedeu um “desconto”, sem mencionar a cobrança indevida ocorrida durante 8 anos. Denunciamos, mostramos a farsa. E, claro, blogs governistas tentaram dizer que era papo furado.

 Atualização importante: Neste exato momento, o vídeo que gerou desconforto nas hostes progressistas já foi visto mais de 800 mil vezes. Agradecemos a todos que compartilharam. Aguardamos a resposta do governo.

To Top