Internacionais

Alemães comparam as centenas de abusos sexuais ocorridos no réveillon com o “taharrush gamea”

Até o fim de semana, mais de 500 mulheres em Colônia, Alemanha, denunciaram os abusos sexuais sofridos na passagem de ano. A suspeita é de que os agressores sejam imigrantes islâmicos.

O que foi descrito pelas vítimas dos abusos sexuais na passagem de ano em Colônia, Alemanha, em muito lembra o modus operandi do “taharrush gamea”, uma espécie de arrastão com bastante violência sexual que foi primeiro observador no Egito em 2011. As agressões podem ir do toque nas partes íntimas das vítimas até mesmo ao estupro coletivo. Números obtidos pelo jornal Bild mostram que por volta de 90% delas eram mulheres, que também tiveram pertences roubados. Somente até o fim de semana, mais de quinhentos casos foram reportados.

Curiosamente, tudo aquilo que pode atingir o islamismo costuma ser ignorado pela imprensa. Dos grandes veículos internacionais, basicamente só o francês Figaro deu destaque ao entendimento das autoridades alemãs. No Brasil, apenas alguns blogs pessoais se dedicam ao tema.

taharrush

O vídeo abaixo mostra um desses ataques – que no mundo árabe chegam a chamar de “jogo” – ocorrido ainda em 2013 no Egito. As imagens por si só já são fortes, mas o audio é ainda mais aterrorizante.

Esse tipo de coisa não pode ser tolerada. Muito menos ignorada.

https://www.youtube.com/watch?v=KKu6Y7FtgF4

Mais Lidas

To Top