Mundo Louco

Limousine incendiada por manifestantes anti-Trump era de imigrante muçulmano

Que coisa, não é mesmo?

As violentas manifestações anti-Trump realizadas nos EUA contiveram algumas cenas do mais puro terror. A mais exibida delas, sem dúvida alguma, foi a limousine pegando fogo, pichada, com dizeres agressivos e assim por diante.

Queriam, com isso, mostrar oposição a um governo que, entre outras coisas, não dará vida fácil a imigrantes ilegais. Aliás, o principal cartaz de uma das marchas era uma mulher usando hijab. E uma das acusações que mais frequentemente fazem contra o presidente eleito dos Estados Unidos é a de ser xenófobo e isamofóbico.

Ok, ok.

Mas eis que a tal limousine, na verdade, era de um imigrante. E muçulmano.

Segundo relata o website Fox Nation, o veículo pertence a Muhammad Ashraf, dono da Nationwide Chauffeur Services, empresa que atua justamente alugando carrões desse tipo.

Fonte: Fox Nation

Mais Lidas

To Top