Notícias

A Lava Jato suspeita que filho de Lula tentou ficar com guitarra doada pelo U2 ao Fome Zero

Coordenadora de ONG ligada ao Fome Zero diz em email que a imprensa recebeu denúncia sobre o desvio

Em 02 de maio de 2006, uma terça-feira, às 14h48, José Carlos Bumlai, o pecuarista próximo a Lula, com o assunto “guitarra”, escreveu para Fátima Menezes cobrando “atualizações”. O email era uma resposta à coordenadora do Ação Fome Zero, que havia lhe informado que a guitarra não tinha chegado, mas queria mostrá-la numa coletiva para a imprensa.

Também capturada pela Lava Jato, a mensagem seguinte de Bumlai sobre o tema é do sábado, dia 06, às 7h35. A data não é precisa, mas dá para se imaginar que ocorrera após o dia 02, já que Menezes havia lhe respondido que a guitarra estava na sede desde a terça-feira. Após reclamar das dificuldades de encontrar um cofre para o objeto, ela diz entender o interesse da imprensa no instrumento musical:

A jornalista do Estadão continua telefonando diariamente para saber onde a guitarra está. Conversamos e eu disse a ela que a guitarra estava aqui, mas pedi que ela não divulgasse a informação por questão de segurança. (Eu descobri o que está por detrás deste fato: o jornal recebeu uma denúncia de o que objeto estava na casa do filho…) “

Qual filho? Bom… A guitarra foi doada em fevereiro de 2006 por Bono, vocalista do U2, ao Fome Zero. E só seria leiloada em agosto daquele ano. O projeto ainda era o carro chefe do governo Lula. E a Polícia Federal desconfia que, nesse meio tempo, um dos filhos do então presidente havia se apoderado do objeto, abrindo mão dele apenas após a pressão da imprensa.

A Lava Jato há de esclarecer.

Mais Lidas

To Top